Diário de uma vida saudável

Passaram demasiados dias, semanas, meses (!!!) desde o último post sobre o assunto. Durante este intervalo removi um sinal (dá até para ver a evolução da cicatriz na foto abaixo), parei o exercício por indicação médica (cerca de um mês) e regressei ao meu Holmes Place embora de forma moderada. Tanta coisa que aconteceu e eu sem dar notícias neste meu diário. Mas pelo menos volto, e volto com muito boas notícias.

Esforcei-me por manter uma alimentação saudável e equilibrada com a ajuda da minha nutri querida, a Lillian Barros, que pensou todo um plano para quando estivesse sem ginásio, embora com alguns (muitos vá) desvios até porque não sou de ferro, nem me imagino de outra forma – faz parte e faz bem, mais que não seja para voltarmos ao plano com outra motivação. Se um dia pecava, no outro seguia tudo à risca para compensar os excessos – tão simples e eficaz quanto isto, resulta MESMO. Pelo meio descobri também os benefícios do jejum intermitente, mas isso fica para um outro post.

E os resultados vieram finalmente, pelo menos de uma forma mais visível. Perdi algum peso (6 kilos mais precisamente), perdi centímetros e certamente perdi também massa muscular, algo que quero recuperar com muita calma durante as próximas semanas. Mas o melhor de tudo é que sinto-me finalmente BEM, tão bem que não abro mão destes resultados.

Apercebi-me da mudança no dia em que fui buscar a roupa de verão para fazer a transição e foi quando vesti uns calções que adorava (e que mal me passavam nas pernas no ano passado) que percebi a diferença, só aí tive noção. Isto foi o boost de auto-estima que eu precisava e que procurava há tanto tempo – a prova que somos realmente aquilo que comemos!

A meu ver, esta mudança aconteceu porque alterei a minha alimentação e a minha relação com a comida – muito graças ao apoio que tive por parte da minha nutricionista, digo-vos que foi mesmo ESSENCIAL! Hoje em dia lemos tanta coisa na internet, em livros, tantas dietas, tantas modas, tantos produtos milagrosos… andava confusa com o assunto e só queria encontrar um caminho, o meu caminho para me sentir bem com o meu corpo. E com a Lillian aprendi isso. A comer bem, a dar ao meu corpo aquilo que ele precisava, sabendo lidar e compensar os excessos que tantas vezes acontecem na nossa vida, e que vão continuar a acontecer, sem desistir.

Percebi também que de nada vale treinar que nem uma louca se depois não souber equilibrar com a alimentação. Eu treinava todos os dias, achava que comia saudável (só que não) e resultados nem vê-los… basicamente estava a fazer tudo mal, a ingerir demasiadas calorias às horas erradas. Hoje em dia faço uma alimentação low carb porque é o que realmente resulta comigo e traz resultados. Aprendi até a prescindir do pão por opção própria (e olhem que era um dos meus grandes vícios), passo perfeitamente sem ele, muito de vez em quando como.

Tudo para vos dizer que vale a pena o esforço e que em muitos casos ter acompanhamento é fundamentalno meu pelo menos foi, sem ajuda da nutri e determinação própria muito provavelmente não chegaria aqui. Mais importante que tudo é que não olho para isto como uma dieta, mas sim uma aprendizagem que levo para a vida e que é para manter por daqui em diante.

Article Tags : ,
Posts relacionados

7 Comentários neste post

  1. Já tinha reparado que estavas com um “glow” diferente! <3
    Com a ajuda da Lillian tb já perdi 10 kg, foi imprescindível no pós-parto e continua a ser! 😉 Comer de forma saudável faz mm toda a diferença! No início é preciso uma boa dose de força de vontade mas, depois é um estilo de vida, que agora já não abdico.

    Um beijinho.

  2. Patrícia diz:

    É excelente conseguir encontrar o equilíbrio com a comida e o que funciona exactamente connosco. Podes partilhar a base do teu plano para um dia?

    • Andreia Calisto diz:

      Claro que sim Patrícia, no próximo post eu posso falar sobre isso, embora ele seja feito tendo em conta o meu perfil e gosto no que toca a alimentação. 😉

  3. Como te disse estou muito orgulhosa de ti. Sentir tranquilidade com a comida é impagável e isso consegue-se aprendendo a comer, porque na realidade hoje em dia existem mil produtos saudáveis mas é importante perceber que nem todos se adaptam à todos nós. Da mesma forma é importante que mais do que treinar desalmadamente todos os dias sem dar qualquer descanso ao corpo e depois não saber como comer faz com que as pessoas andem em círculos e desmotivam. Estás linda, mas mais do que a beleza física é a tua beleza interior que transmite confiança e segurança que é sem duvida o mais importante 🙂 um grande beijinho.

  4. Ana diz:

    Ansiosa pelo post de jejum intermitente!!
    Estás tão bonita Andreia 🙂

  5. Su diz:

    Andreia, sentirmo-nos bem passa muito por sentirmos que a nossa alimentação nos dá saúde – e claro nos permitir manter a forma. Fico contente sobretudo que tenhas retido contigo que é um estilo de vida e não dieta. Tenho a certeza que não te será difícil manter o rumo até porque a cabeça é que tem de mandar e acho que a tua já está mais do que no caminho certo. E lembra-te também que sim, pecar faz parte e faz também parte do processo de ser saudável.
    Estás linda 😉

  6. Estás super bem ! E a cicatriz quase nem se nota 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *