A felicidade do Alvim

O Alvim foi a melhor coisa que nos aconteceu. Foi um presente de aniversário, o melhor de todos como costumo dizer habitualmente ao Fábio, o meu namorado – foi ele que tomou a decisão final e descobriu o Alvim algures por Setúbal.

E lembro-me tão bem do dia em que o fomos buscar, muito pequenino, indefeso e a tremelicar por todos os lados. Era uma autêntica bolinha de pelo preta que rapidamente se afeiçoou a nós, tornando-se o centro das atenções (e animações) lá de casa. Na altura em que fomos morar juntos falámos logo em ter um animal, um cão pequenino que se adaptasse bem ao nosso T1. E apesar de toda a minha vontade, faltava-me a coragem para dar o passo final, porque apesar de querer muito ter um animal, sabia que era uma enorme responsabilidade. Hoje com 3 anos de idade o Alvim é a alma da nossa casa.

Conhece-me como ninguém, segue-me como uma sombra. Sabe perfeitamente quando estou triste e tem a fórmula certa para me animar, consegue-me roubar um sorriso mesmo naqueles dias em que não há vontade para nada. Adora receber visitas, dar longos passeios e dormir enroscado nas nossas pernas. Não dispensa do bater do sol no chão lá de casa, onde aliás gosta de dormir bem esticadinho durante longas horas. Ao contrário do que possam imaginar, ele é muito calmo e sereno, embora tenha os seus momentos de agitação máxima, sobretudo quando chegamos a casa ou quando recebemos amigos.

E eu posso dizer que tenho aprendido muito com a experiência de ser dona de um Yorkshire Terrier, uma raça incrível mas que também tem as suas fragilidades, aliás mais do que aquilo que eu imaginava. Tenho inúmeros cuidados com ele, o banho é dado com um champô especial para manter o pêlo bonito e brilhante, dou-lhe uma ração indicada para a raça e duas vezes por ano vai à tosquia, porque prefiro vê-lo de pelo curto mas saudável e sem nós.

 

Este ano já perdi a conta ao nº de visitas que fiz ao Veterinário pelas mil e uma coisas que lhe foram acontecendo por mero azar, digamos que não foi um ano fácil, ainda há uns dias fiquei de coração apertado com mais um problema que surgiu… felizmente correu tudo bem graças a um equipa na qual confio a 100% e porque quem tenho um enorme carinho e respeito, caso contrário provavelmente não o teria hoje comigo. Por todas estas razões (e mais algumas) não trocava o Alvim por nada deste mundo, é o melhor cão, o melhor companheiro para tudo.

Os animais têm o dom incrível de trazer felicidade à nossa vida, falo por experiência própria e quem tem um animal sabe e sente isso. Este vídeo feito em parceria pela Royal Canin e a APMVEAC passa precisamente essa mensagem, a importância de cuidar bem do nosso animal para que essa felicidade perdure nas nossas vidas. Vejam, está mesmo bonito e enternecedor!
 

Article Tags :
Posts relacionados

7 Comentários neste post

  1. Joana diz:

    Que ternura! Todos os canitos merecem um amor assim.

  2. Elisabete diz:

    Oh o Alvim e tão lindo.. Adoro o nome… Eu adoptei a minha lana a um ano e meio e também já não vivo sem ela.. E uma “filha” para mim… Adorei a parte em que dizes k ele fica no chão ao sol… A minha faz o mesmo 🙂

    Beijinhos
    http://Www.moreeli.com

  3. Ramos Alves diz:

    Nem mais,conseguiram arranjar de facto o melhor amigo que se pode ter.Sei como é com o meu pequeno York de seu nome Matias.

  4. São mesmo os nossos melhores amigos. Dou por mim a ir almoçar todos os dias a casa dos pais só para poder estar perto do meu Bold <3

  5. Carla diz:

    Lindas palavras! A mim falta-me coragem…
    Muitos parabéns, é um cão lindo!

  6. Rita diz:

    OMG o video comoveu-me imenso… e o Alvim é um charmoso, parabéns!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *